Buscar
  • blanco

"En passant": de passagem por Ipanema



Quase deixei de ir. Quando vi que estava atrasado para pegar o sol nascendo, pensei duas vezes, três, até quatro. Mas fui, imaginei que em Ipanema o sol iria demorar um pouco mais a sair. Era o meu destino.


Em geral, um daqueles mares que não te anima. A maior parte do tempo as correntes e valas destruíam qualquer possibilidade de onda lisa e surfável. O fundo não está grandes coisa. Mas de repente vinha uma série…boa, tubular, abrindo pra direita. Vi uma dessas assim que cheguei na praia, por sorte, e não deixei me enganar.



Ninguém caindo. Pouca gente acordada, tirando alguns mendigos e os atletas matinais da areia. Muitas ondas sozinhas. E fui fotografando, primeiro em baixa velocidade, fazendo alguns borrões que me parecessem ondas. E quando o sol realmente subiu, fui congelar essas séries que quebravam aleatoriamente.



Continuavam bonitas. Até melhores. Em algum momento certo da maré poderia ficar muito bom.



Ninguém na água, tirando dois que caíram quase na minha frente e logo foram levados para longe. Vi mais umas vinte ondas sozinhas, bem boas. E antes que o mar pudesse melhorar, ou piorar, saí para trabalhar.

0 visualização
  • Black Instagram Icon
0